USD

O Banco Central dos Estados Unidos é designado por Banco da Reserva Federal (geralmente referido como “The Fed”). O USD é a moenda mais transacionada no mercado forex e pode ser emparelhado com todas as maiores moedas. Os nomes comuns para o USD incluem o greenback, buck, green, dough, smacker, bones, dead presidents, scrillas, e paper.

Importância do Dólar Americano

O Dólar Americano é a moeda mais geralmente convertida no mundo e é regularmente utlizada como referência no mercado Forex. Como moeda de reserva dominante a nível global, é trabalhada por praticamente todos os bancos centais no mundo. Adicionalmente, o Dólar é utilizado como a moeda padrão no mercado de mercadorias e, portanto, tem um impacto direto nos preços das mercadorias.

Dolarização do USD

Devido à sua aceitação internacional, alguns dos países como o Panamá e Equador utlizam o USD como uma moeda legal oficial, uma prática conhecida como dolarização. Para outros países o Dólar é uma alternativa forma de pagamento aceite, apesar de não ser uma moeda oficial para o país.

Hoje em dia é possível pela primeira vez que os não americanos americanos possam facilmente obter uma conta bancária em dólares americanos através da Internet num banco americano. Isto é possível graças às empresas internacionais de última geração da FinTech, especializadas em transferências internacionais de dinheiro com câmbio livre integrado. Estes chamados bancos virtuais competem maciçamente com os bancos tradicionais do sector financeiro.

Introdução do Dólar Americano

Em 1785, o Dólar foi oficialmente adotado como a unidade monetária dos Estados Unidos. A Lei da Cunhagem de 1792 criou a primeira cunhagem dos Estados Unidos e estabeleceu o sistema monetário federal, para além de ter definido denominações para moedas especificadas pelo valor do ouro, prata e cobre.

Em 1861, O Tesouro dos Estados Unidos emitou Notas não portadoras de juros e as primeiras Notas de $10, apresentando Abraham Lincoln, entraram em circulação. Estas notas rapidamente ganharam a sua alcunha de ‘Greenbacks’ devido à sua cor.

Em 1863, o sistema bancário nacional foi estabelecido e foram criadas as diretrizes para os bancos nacionais. Estes bancos foram autorizados a emitir a moeda nacinal, assegurada pela compra de títulos dos Estados Unidos. Em 1914, foram emitidas as primeiras notas da Reserva Federal de $10.

Padrão da Prata e do Ouro nos Estados Unidos

Durante anos, os Estados Unidos tentaram realizar um padrão bimetálico, inciado pela adoção de um padrão de prata baseado no Dólar Espanhol Branqueado em 1785. Contudo, as moedas de prata em breve deixaram a circulação, ficando totalmente suspensas em 1806.

Por esta altura, a maioria dos países já tinha iniciado o processo de padronização das transações, adotando o padrão de ouro, significando que qualquer dinheiro em papel podia ser trocado pelo governo pelo seu valor em ouro.

O sistema Bretton-Woods foi adotado pela maioria dos países para definir as taxas de câmbio para todas as moedas em termos de ouro. Dado que os Estados Unidos detinham a maior parte do ouro do mundo, muitos países simplesmente anexaram o valor da sua moeda ao Dólar.

Os bancos centrais mantiveram taxas de câmbio fixas entre as suas moedas e o dólar, transformando o Dólar Americano na moeda de facto do mundo. Em 1973, os Estados Unidos finalmente dissociaram por completo o valor do Dólar em relação ao ouro.

Outras fontes:
https://www.federalreserve.gov
https://www.usa.gov/federal-agencies/federal-reserve-system