RUBLE

Historicamente, o “ruble” era uma peça de um determinado peso cortada de um lingote de prata (grivna), daí o nome. Outra versão da origem da palavra é a de que vem do nome russo рубль, rubets, ex., a emenda após o molde: foi adicionada prata à fundição em dois passos. Portanto, a palavra ruble significa “um molde com uma emenda”.

O ruble foi o equivalente russo do marco, uma medida de peso para a prata e ouro utilizada na Europa ocidental medieval. O peso de um ruble era igual ao peso de um grivna.

Em russo, um nome folclórico para o “ruble”, tselkovyj, robusto), é conhecido, que é uma abreviatura de (“tselkovyj ruble”), ex., um robusto, ruble sem cortes.[necessária citação] Este nome persiste na palavra Mordvin para rouble

As palavras kopek, kopeck, copeck, ou kopeyka (em russo: kopeyka) são um diminutivo do russo kop’yo — uma lança. As primeiras moedas kopek, cunhadas no Novgorod e Pskov a partir 1534 em diante, ostentavem um cavaleiro com uma lança. A partir de 1540 em diante o cavaleiro ostenta uma coroa, e sem dúvida a intenção era representar Ivan o Terrível, que foi um Grande Príncipe de toda a Rússia até 1547, e Czar posteriormente. As subsequentes conhagens da moeda, iniciadas no século XVIII, ostentavam ao invés São Jorge derrubando uma serpente.

Desde a reforma monetária de 1534, um ruble russo passou a ser equivalente a 100 moedas de prata Novgorod denga ou a 200 das mais pequenas moedas Muscovite denga ou a 400 das aindas mais pequenas moeds polushka. Exatamente a antiga moeda com um cavaleiro nela passou a ser coloquialmente conhecida como kopek e era a maior moeda até ao início do século XVIII. As moedas ruble não existiram até Pedro o Grande, quando em 1704 reformou o antigo sistema monetário e ordenou a cunhagem de moedas de ruble com 28 gramas de prata, equivalentes a 100 novas moedas de cobre kopek. Para além das moedas de um ruble e um kopek, outras mais pequenas e maiores meds também existiram.